quinta-feira, 27 de maio de 2010

SENTIMENTOS E EMOÇÕES.



Somos seres completamente emocionais. 

Nossa energia, disposição, força, ímpeto e tudo mais nasce ou morre de um ou mais sentimentos que se transformam em emoção. 

A emoção é a descarga elétrica, o impulso, o arranque.

Não nego a importância do racional, mas sua utilidade se restringe ao seu campo de atuação que é a de regular e dosar o manejo e o fluxo das emoções. Fazer um contraponto. Razão e emoção quando atuam juntas, somando-se, elevam-nos a categoria de SER quem realmente somos.

O fato de sermos movidos a emoção, amplia a nossa experiência.

Sem essa vivência das emoções, o corpo não cresce, não desenvolve e trava. Os sentimentos precisam ser reconhecidos, por isso não devemos escondê-los. Ao esconder, você reprime uma energia de grande potencial criativo ou destrutivo, que precisa circular, ser sentida em todo o seu corpo.

As pessoas temem as emoções com medo que elas possam engolir sua razão. Colocam-na "embaixo do tapete" e fingem nada acontecer. Esse processo sucessivo de repressão pode conduzir a danos de grande monta em nosso corpo.

Elas temem pois veem pessoas sofrendo de ataques cardíacos ou coisas do gênero e pensam que isso foi produzido simplesmente pela emoção e pronto. Foi produzido por uma sucessão de repressões, de forma que o acúmulo de emoções reprimidas, num belo dia, disparou um tiro de canhão naquela pessoa que insistiu em evitar e esconder seus sentimentos.

Todo o sentimento e a conseqüente emoção pode e deve ser vivida integralmente. Mas ela precisa ser sentida por todo o corpo e de forma honesta. Você deve olhar de frente e abraça-la como faz o casal acima na foto.

Seus sentimentos e emoções são comandados por suas crenças. Aquilo que você acredita aciona os pensamentos que produzem os sentimentos correlatos e a consequente descarga emocional.

Se acha que anda tendo fortes e desagradáveis emoções examine suas crenças. Parta do sentimento e siga dentro de você o fio da meada que te levará direto a crença. A emoção só muda quando você muda a crença e você só muda a crença quando olha para ela e para todas as outras que tem relação. É fácil de fazer. Basta pré-disposição e ser atento.

Existem crenças que são invisíveis, pois elas já fazem parte da sua realidade a tanto tempo que você nem mais as questiona. As toma como verdade absoluta.

Viver inteiramente nossos sentimentos e emoções. Taí o que é delicioso. O conhecimento e a maturidade se dão através dessa vivência. Como são muitos e se desdobram, há a necessidade de estímulos externos para que eles acionem essa ampla gama e que essas apareçam para você . 

Um dos principais estímulos chama-se: relacionamento. Devemos nos relacionar das mais variadas formas, afim de enriquecer nosso portfólio de experiências e com isso ter contato com todo o tipo de emoção.

Todo o tipo mesmo: raiva, ódio, rancor, tristeza, amargura, desalento e muitos outros sentimentos. Muitas pessoas no afã de nutrir somente bons sentimentos, evitam e escondem quando se dão conta de estarem com sentimentos de natureza "ruim", e que com isso irão atrair coisas ruins para suas vidas. 

Elas preferem fingir um falso otimismo e forçar um sorriso a fim de parecerem positivas e pensam que assim a lei da atração lhes favorecerá. Esse é o principal motivo para o insucesso de tantos, quando tentam aplicar os princípios magnéticos que regem a lei da atração. É como tentar enganar a si mesmo, numa tentativa inútil e estúpida de ludibriar seu universo interior.

Eles dizem: "Levanta a cabeça e dá a volta por cima". Eu digo: "Viva honestamente todas as suas emoções com decisão e automaticamente a volta por cima será dada".

Não importa o que tenha que fazer, entende? Se tem emoções reprimidas e quer que elas circulem, destravem e liberem os canais de energia do seu corpo, diga isso agora com convicção a si mesmo e prepare-se!

Se tiver que chorar, vomitar, ter diarréias incontroláveis, tossir, escarrar, sentir calafrios, tremedeiras e todo o tipo de descontrole, faça sem medo, confie no seu corpo! Confie nessa máquina maravilhosa que está equipada e absolutamente preparada, desde que você se proponha intencionalmente a fazê-lo.

Dou ênfase às emoções ditas ruins, pois são as que as pessoas mais temem e escondem. Na verdade eu me refiro a todas às emoções. Chorar de alegria também é muito bom e se eu reprimo, mesmo esse sentimento bom, pode me afetar de maneira negativa.

As emoções quando vividas desobstruem nossos canais internos e trazem saúde e vitalidade ao corpo físico, a mente, e nosso mundo interno e a alma brilham.

Quando tomamos remédios, para dormir, por exemplo, geramos dentro de nós uma confusão. O corpo nos dá sinais que precisa viver aquelas emoções, nos dando alertas e nós simplesmente o sedamos e colocamos toda aquela energia em algum compartimento dentro e tentamos esquecer. Só que não dá! Aquela força se volta contra nós como num grito de liberdade, como numa agressividade que almeja antes de tudo o direito de se expressar.

Dar todo o direito de expressão a nós mesmos é vital!

Precisamos perder o medo de represálias externas, pois por pior que sejam, não causam tanto estrago como a de emoções reprimidas. Compartilhe com aqueles que gosta toda essa parafernália emocional. Observe a foto acima. Perceba a troca, o intercâmbio de sentimentos. Nesses momentos a energia flui por todo o seu corpo. Ela traz o bem estar e promove seu crescimento interno.

O direito de sentir e expressar a emoção é inalienável, inadiável, irrefutável e imprescindível.

Atente-se a isso vivendo e expressando suas emoções o máximo que puder. A vida agradece. :D
Comentários
6 Comentários

6 comentários:

Samuel Borges disse...

1. A base é a lei da Atração. Não se pode fugir, cada um tem sua bases de crenças.
2. Valoriza os relacionamentos; não, ao isolamento. Nem Deus gosta da solidão, por isto, é Deus em três pessoas. Mas, é principio e fim de todas as coisas. Falo da aseidade divina: Existe por si mesmo, independe de qualquer coisa ou outro ser.
3. Quem adotar cegamente os “nortes” dados no texto, poderá suplantar a razão. Vai agir, comportar-se emocionalmente, sem racionalidade. Não somos completamente emocionais. A alma é centro: da vontade, emoções e do intelecto. Com ela nos relacionamos com o mundo exterior. Com o espírito, com Deus.
4. Fala de crenças, mas não identifica um ser superior sobre o homem.
5. No seu todo, passa a idéia de que somos “deuses”.
6. É incontestável que devemos viver nossas emoções para o bem estar social e saúde pessoal. Em que medida é a questão. Exemplo: emoções negativas, precisam ser muito bem administradas, para evitar danos no existencial e ao organismo.
7. Parabéns, pela positividade da vida e na vida: O propósito de Deus para com o homem é completamente distinto da dura realidade sobre a raça humana, que presenciamos. Está escrito: O homem foi criado para louvor, honra e glória do seu criador. O homem na moldura, dentro do modelo do Pai para ele é: boa, perfeita e agradável.

Samuel Borges

Ronald B. Pinto disse...

Muito Obrigado Samuel por sua análise e seus comentários!!! Se vc observar bem, na Página inicial deixo bem claro que o intuito aqui não é ensinar nada a ninguém e muito menos apresentar qualquer alternativa radical como a "unica" opção. Não existem receitas de bolo, apesar de, na minha opinião, algumas mudanças deveriam mesmo ser mais radicais afim de que consigamos despertar de um longo e tenebroso sono.
Forte abraço!!!

Nelle disse...

Meu corpo já viveu tudo o que senti, sempre me achei muito escancarada para a emoção, era criticada e sentia vergonha.Hoje sei que eu precisava ser assim, poque era a minha melhor maneira de me expressar.
muita sensibilidade no seu escrito..

Ronald B. Pinto disse...

Cara Nelle,
Então, siga em frente!
Aproveite sua sabedoria e sua experiência de AGORA e viva, celebre a vida! O passado serve só para o museu. Alegre-se, pois hoje vc tem condições de viver uma vida muito mais completa.
Agradeço imensamente sua participação!

elaine1.p disse...

Ronald, esse texto seu me deu o que pensar...pois estou fazendo exatamente o contrario do que esta escrito aí. Estou fazendo de tudo para esquecer uma emoção muito ruim, para isso tento estar sempre no meio da muitas pessoas que ajudem a distrair meus pensamentos. É como se no meio dessas pessoas meu corpo e minha mente renovassem as energias, para continuar em frente. Por isso para mim é tão dificil me "aquietar". Só de imaginar eu me deixando levar sozinha por estes sentimentos, ja fico agoniada, chego a imaginar um caminho quase sem volta...O grau de energia negativa que isto pode me acarretar...Sempre visei deixar as emoções ruins para trás, focando em coisas boas, para que as ruins não aumenta-se... agora estou meio perdida. Nem sei o que pensar... bjos.

Ronald B. Pinto disse...

Olá Elaine!
Ótimo que esteja perdida! Esta confusão sinaliza que o processo de mudança está ocorrendo. Parabéns, vc está crescendo!
Siga em frente e aprenda a confiar no seu SER interno. Confie, mesmo que pareça que essas emoções lhe levarão a loucura. Lembre-se, loucura e iluminação são vizinhos de portão comum.